Português (Brasil)

“Auto da Compadecida”, respeito à Amazônia e São João deram o brilho de terça-feira no Flor do Maracujá

“Auto da Compadecida”, respeito à Amazônia e São João deram o brilho de terça-feira no Flor do Maracujá

Para o governador de Rondônia, Marcos Rocha, o Arraial Flor do Maracujá fortalece a importância da valorização das tradições culturais.

Compartilhe este conteúdo:

Animações, criatividades e temas escolhidos pelas agremiações folclóricas dão o tom da 40ª edição do Arraial Flor do Maracujá, com atrações que acontecem até domingo (30), no Parque dos Tanques, em Porto Velho. Realizada pelo governo de Rondônia, com organização da Secretaria de Estado da Juventude, Cultura, Esporte e Lazer (Sejucel), a festa folclórica apresenta uma vasta programação, fortalecendo a cultura, história e tradições, bem como atraindo o público com variados produtos e comidas típicas do festejo junino.

Para o governador de Rondônia, Marcos Rocha, o Arraial Flor do Maracujá fortalece a importância da valorização das tradições culturais. “É preciso também destacar a entrega de cada agremiação folclórica, que leva para a arena variações de cores que se misturam aos cenários montados durante as apresentações, enchendo os olhos do público que todos os dias lota as arquibancadas. É o nosso arraial que cresce a cada ano e, além de reforçar a cultura, fomenta a economia e o turismo de Rondônia”, enfatizou.

Nas noite de terça-feira (25), a animação ficou por conta dos grupos folclóricos Quadrilha Mirim Explosão Junina; Quadrilha Adulta Juabp; Boi-Bumbá Adulto Teimoso; e Quadrilha Adulta Matutos do Guaporé. Assim como nas noites anteriores e no decorrer da programação, as atividades encerram com apresentação de show musical.

QUADRILHA MIRIM EXPLOSÃO JUNINA

Explosão Junina trouxe o tema “Balões de São João”

O festejo ganhou o colorido das fantasias com a primeira apresentação da noite, quando entrou na arena a Quadrilha Mirim Explosão Junina. A agremiação junina trouxe para o público o tema “Balões de São João”, retratando o colorido das fantasias e a bom desempenho dos brincantes.

A garotada do grupo Explosão Junina a todo o momento arrancou aplausos e retribui com um sincronismo nas coreografias, garantindo um verdadeiro espetáculo na arena do Arraial Flor do Maracujá.

O presidente da quadrilha mirim, Dovaldson Lelo, diz que, “também se multiplica nas atividades de coreógrafo, marcador, estilista e outras funções. Não contenho à emoção de levar a agremiação para a arena do Arraial Flor do Maracujá. É muito prazeroso estarmos participando desta grande festa junina. Parabéns ao governo do estado que olha com atenção para a tradição junina”, argumentou.

QUADRILHA JUNINA JUABP

Juabp encantou com “O Auto da Compadecida”

Carinhosamente chamada de “Tsunami do Norte”, a Quadrilha Junina Juabp foi a segunda agremiação a se apresentar e fez o público reviver momentos da saga vivida pelos personagens Chicó e João Grilo, trazendo para o espetáculo o tema “O Auto da Compadecida”, uma das obras literárias do brasileiro Ariano Suassuna e que ganhou as telas dos cinemas brasileiro com o filme de comédia dramática, lançado em 2000.

Como não lembrar da celebre frase imortalizada pelo personagem Chicó, que dizia sempre: “não sei, só sei que foi assim!”.  A mesma frase foi destacada na música que deu força ao tema apresentado pela agremiação.

Entusiasmado com a apresentação da quadrilha junina, o presidente da agremiação, João Francivaldo Pereira, o João Big, não se conteve a emoção de levar o grupo para mais uma exibição, com o brilho das fantasias e a desempenho das coreografias.

“Hoje a sensação é de dever cumprido após meses de ensaio e colocamos todo o trabalho na arena. Era um tema que discutimos muito e envolve o teatro e decidimos incorporá-lo para dentro da festa de São João. Foi uma apresentação teatralizada que animou o todos”, referenciou.

A história descrita na obra de Ariano Suassuna foi encenada durante a apresentação da agremiação que fez o público presente imaginar cenas do filme tais como: os personagens do padre, lampião, o padeiro, Chicó e, principalmente, o momento em que João Grilo pede intercessão divina de Nossa Senhora para que todos sejam salvos.

“Viver esse personagem é grandioso. Poder interpretar é algo que me deixa orgulhoso, pois trata-se de um personagem de uma obra que se sagrou um clássico e virou um filme que até hoje empolga e diverte o público”, disse o componente do grupo folclórico João Amador, que além de viver na quadrilha do Juabp o personagem do noivo, ainda interpretou o Chicó.

BOI-BUMBÁ ADULTO TEIMOSO

A Amazônia retratada pelo boi-bumbá Teimoso

A associação Folclórica Cultural Boi-Bumbá Teimoso, de Candeias do Jamari, encantou a plateia com a apresentação envolvendo o tema “Amazônia, o coração da Terra”, que retrata uma reflexão à floresta Amazônica, expondo sua rica biodiversidade, cultura e desafios. O tema traz relatos detalhados sobre a fauna, a flora e as comunidades que habitam essa região, destacando a importância vital da Amazônia para o equilíbrio ambiental do planeta.

Para a presidente do Boi Teimoso, Dineuza Miranda Leão, a agremiação deixou seu recado a todos que prestigiaram com o tema envolvente e esclarecedor, que desperta o amor e o respeito pela Amazônia, ressaltando seu papel fundamental na manutenção da vida na Terra.

O brincante Robson Sarmento, que atua como “miolo” do boi, ou também conhecido como “tripa”, deixou claro que cada apresentação traz uma emoção diferente. “Estou muito emocionado em dar vida ao nosso boi. O grupo e unido e trouxemos para o Flor do Maracujá o nosso melhor”, enfatizando que atua como o responsável por dar vida ao personagem principal da manifestação popular, fazendo o boi “dançar” diante do público.

MATUTOS DO GUAPORÉ

Matutos do Guaporé fechou a noite de apresentações folclóricas

“O Expresso de São João” chegou à arena do Arraial Flor do Maracujá como o tema da Quadrilha Adulta Matutos do Guaporé, que fechou a noite de apresentações folclóricas de terça-feira (25). A temática trouxe à imaginação o apito do trem, avisando que está chegando em sua estação final com uma tradição familiar sendo exaltada.

Com 21 anos de história, a quadrilha junina fez uma apresentação explorando as raízes e a cultura popular das festividades.

A presidente da quadrilha junina, Lenilce Pinto não conteve a emoção ao retratar toda a história do grupo folclórico. “Chegamos ao dia tão aguardado pelos integrantes da quadrilha. Todos se engajaram nos ensaios para que pudéssemos trazer para esta arena um espetáculo junino de orgulho e muito trabalho”, relatou.

PROGRAMAÇÃO

Arena mais uma vez lotada para a noite de apresentações

O titular da Secretaria de Estado da Juventude, Cultura, Esporte e Lazer (Sejucel), Júnior Lopes, não deixou dúvidas quanto à importância de cada integrantes, dirigentes e equipes técnicas para a realização de mais um Arraial Flor do Maracujá. “Fechamos a noite de terça-feira com a satisfação de mais um espetáculo apresentado pelas agremiações. Ainda temos muito mais com grupos que estarão se apresentando no decorrer da semana. O governo de Rondônia não tem economizado esforços para que o Arraial Flor do Maracujá continue grande e mantendo vivas as tradições juninas”, pontuou.

A noite de programação de terça-feira encerrou com a apresentação de um show gospel. A 40ª edição do Arraial Flor do Maracujá, o maior do Norte, acontece entre os dias 21 e 30 de junho, no Parque dos Tanques, em Porto Velho. A programação da festa folclórica segue todos os dias com apresentações de quadrilhas juninas, bois-bumbás e shows musicais.

CONFIRA A GALERIA DE IMAGENS DO 40º ARRAIAL FLOR DO MARACUJÁ

1º DIA DO EVENTO

2º DIA DO EVENTO

3º DIA DO EVENTO 

4º DIA DO EVENTO

Fonte
Texto: Paulo Ricardo Leal
Fotos: Ésio Mendes
Secom - Governo de Rondônia

Compartilhe este conteúdo: