Português (Brasil)

Zelensky diz que documentário vencedor do Oscar sobre a Ucrânia mostra 'terrorismo russo'

Zelensky diz que documentário vencedor do Oscar sobre a Ucrânia mostra 'terrorismo russo'

Documentário "20 Dias em Mariupol" retrata o cerco do Exército russo a esta cidade em 2022

Compartilhe este conteúdo:

Pôster de "20 Dias em Mariupol", documentário vencedor do Oscar - Foto: Synapse/Divulgaçã

Por AFP

O documentário vencedor do Oscar "20 Dias em Mariupol", sobre o cerco do Exército russo a esta cidade ucraniana em 2022, "mostra a verdade sobre o terrorismo russo", afirmou o presidente ucraniano nesta segunda-feira (11).

"Há mais de dois anos, a Rússia atacou brutalmente Mariupol. '20 dias em Mariupol' é um filme que mostra a verdade sobre o terrorismo russo", afirmou Zelensky no Telegram.

O filme ganhou Oscar de melhor documentário no domingo.

Perguntado a respeito nesta segunda-feira, o porta-voz do presidente russo Vladimir Putin, Dmitri Peskov, disse que não tem "nada a dizer" sobre isso.

filme foi feito por jornalistas ucranianos que trabalham para a agência Associated Press. Nas últimas semanas, já havia vencido uma série de prêmios internacionais, entre eles o Pulitzer e o Bafta.

Seu sucesso desencadeou uma onda de emoção nas redes sociais.

"O primeiro Oscar da história. E é tão importante neste momento", declarou o chefe da administração presidencial ucraniana, Andrii Iermak, na rede social X. "O mundo viu a verdade sobre os crimes da Rússia. A justiça vencerá", acrescentou.

O documentário mostra a agonia dessa cidade do leste da Ucrânia, que caiu nas mãos das forças russas 86 dias depois do início da invasão russa em 24 de fevereiro de 2022, às custas de milhares de mortos e uma destruição quase total.

Os jornalistas da AP que passaram três semanas na cidade cercada conseguiram sobreviver e fazer suas imagens.

"Provavelmente, sou o primeiro diretor neste cenário a dizer que teria preferido nunca ter feito esse filme, se a Rússia não tivesse atacado a Ucrânia e ocupado nossas cidades", declarou Mstyslav Chernov, o diretor, na cerimônia em Los Angeles.

 

Compartilhe este conteúdo: